sábado, 20 de setembro de 2008

Kaizen Games não pode vender Contas Premium!

Indagamos a Linden Lab sobre o problema relatado por muitos residentes "Premium" da Kaizen, que alegam não poder assumir terrenos ou serviços nas Mainlands Internacionais; vender e comprar L$ no mercado mundial e ainda sobre qual é a verdadeira abrangência do suporte e da parceria que eles mantém com a Kaizen Games e a resposta não foi nada agradável.

por Jean Liberato.

Enviei um Ticket de atendimento, pois sou um residente Premium Internacional, questionando a Linden Lab sobre os pontos acima e fui prontamente respondido pela atendente Leslie, conforme segue:

"We have solved your issue Solution:

Olá Liberato,

Obrigada por nos contatar.

Á respeito das perguntas, estivemos verificando, Kaizen Games tem um acordo com Linden Lab, mas Kaizen tem regras e maneiras diferentes de trabalhar o que poderia fazer a diferença no atendimento, isso não significa que sejam melhor ou pior, mas sim, diferente.

Os clientes que são premium com Linden Lab tem accesso á L$300 toda semana, não pagam imposto pelos primeiros 512 sqm de terreno, que precisam ser comprados primeiramente, tem accesso ao live chat e tambem técnico suporte via ticket, coisas que uma conta base do Brasil ou qualquer outro lugar do mundo não teriam os mesmos privilégios.

Para saber como Kaizen Games funciona exatamente, por favor entre em contato a própria empresa.

Desde já agradecemos.

Leslie,

Linden Lab Suporte.

Ticket Information:
Ticket #: 4051-5190775
Date Created: 8/27/2008 5:00 PM PDT

To view or update the information about this issue, please visit (and login at): https://secondlife.com/support/?ticketID=5190775 "


Com base na resposta, fica claro que um residente que está comprando o pacote Premium da Kaizen Games, não é um Residente Premium de verdade. Ou seja, não terá nunca todos os serviços e atendimentos disponíveis para quem assina a conta diretamente com a Linden Lab. Não compensa pagar as taxas mensais da Kaizen Games, vale mais a pena ser um residente Free e ter terrenos e comprar L$ direto de outros residentes no Brasil, como demonstraremos abaixo.

Pesquisamos os custos praticados pela Kaizen Games e são realmente muito altos. Um exemplo é a compra de L$ (Linden Dollares). A cotação atual da Kaizen é simplesmente absurda, vendem L$99 por cada R$1,00 em seu sistema, quando a cotação média do mercado nacional, comprando-se de usuários com bancos e casas de câmbio, em média está em L$140 para cada R$1,00.

Simulando a compra de L$10.000 os números ficam evidentes:

Comprar L$10.000

- Kaizen = R$101,00 (99/1)

- Linden Lab = US$38,18 (X R$1,83) = R$69,90 (143/1)

- LindEx = US$ 36,80 (X R$1,83) = R$67,35 (melhor opção para comprar Lindens) (148/1)

- Banqueiros particulares brasileiros = R$ 69,00 (melhor opção no Brasil) (145/1)


Se você for vender seus L$ para a Kaizen Games, terá realizado o pior negócio do mundo! Ela te paga R$1,00 para a soma absurda de cada L$235.

Simulamos a venda de L$10.000 e veja como ficaria na Kaizen, na Linden, no LindEx (mercado oficial) e no Mercado Paralelo (banqueiros brasileiros):

Vender L$10.000

- Kaizen = R$42,55 (235/1)

- Linden Lab = US$35,22 (X R$1,83) = R$64,45 (155/1)

- LindEx = US$ 36,76 (X R$1,83) = R$67,30 (melhor opção) (148/1)

- Banqueiros e cambistas brasileiros = R$ 53,00 (melhor opção no Brasil) (188/1)


Se olharmos para o mercado internacional os custos praticados pela Kaizen são absurdos e sugerem que a empresa se aproveita da falta de conhecimento dos brasileiros sobre o Second Life.

Outra área em que a empresa atua com a tradicional falta de seriedade é a comercialização de terrenos na sua "mainland Brasil". Onde diz enganosamente ser o "Território Oficial Brasileiro no Second Life", como vimos na resposta da Linden Lab, apenas são parceiros, mas a Kaizen não detém território oficial nenhum no Brasil, detém apenas os seus territórios, chamados MLBR. É mais um dos vendedores de terrenos, chamados Barões de Terra (Land Baron) como muitas outras empresas brasileiras (Virtual Land, Press Start, Second Island, entre outras).

Os terrenos adquiridos na Kaizen Games são simplesmente caríssimos e a comparação por preço de um lote padrão de 4096 m2 (937 prims), demonstra isso:

Comprando um terreno de 4096m2 (937 prims)

- na mainland da Kaizen (MLBR Livre 4): Compra = R$399,00 (!!!!!!) Taxa mensal (TTV) = R$79,20

- na mainland Linden (leilão): Compra = R$122,65 // Taxa mensal (billing fee) = R$45,75

- na mainland Linden (de terceiros): Compra = R$220,46 // Taxa mensal (billing fee) = R$45,75

- nas Estate Lands Brasileiras (ilha particulares de pessoas ou grupos brasileiros):
Compra = R$ 59,00 // Taxa mensal (Tier Fee) = R$59,00 (melhor opção no Brasil e no mundo!).


Com base nos números acima, ficou evidente que o pior negócio do mundo é ser um usuário PAGO da Kaizen Games. Não existem premium accounts no Brasil, a não ser que a pessoa realmente faça a sua conta direto na Linden Lab, através do site oficial. Conforme dito pela própria Linden Lab.

Nossa dica como melhor opção no Brasil, para quem não tem um cartão de crédito internacional, ou ainda, não quer usar o seu cartão de crédito no Second Life é sem dúvida nenhuma buscar pelos serviços prestados por outros residentes.

Certifique-se que sejam pessoas sérias, estabelecidas a mais de um ano no mínimo, procure informações e referências com seus amigos, antes de fechar qualquer negócio. Com isso, você economizará mais da metade de seu dinheiro e terá um atendimento milhares de vezes melhor que o serviço da Kaizen Games.

Origem: www.mundolinden.com

Publicidade:

2 comentários:

nomadebit disse...

Excelente post, Jean e muito esclarecedor para os jogadores do SL no Brasil. Acredito que valeria a pena outro post explicando com mais detalhes sobre como contatar e comprar terrenos nas Estate Lands brasileiras.

Abs,
Carlosl.

teagah beck disse...

os dados apresentados são claros. pergunto: que tipo de argumento a kaizen utiliza AINDA para continuar essa farsa? Se fazer na ignorância de usuários 'pagantes' é criminoso. isso se chama 'comércio livre'? ou seja, só compra quem quer, mesmo o consumidor sendo lesado desta forma? será que o procon não poderia auxiliar o pobre brasileiro, mais uma vez, enganado? essas questões só serão levadas à sério se quem se utliza deste serviço e se sente roubado (q de fato é ...) reclamar em alto e bom som ... e esse tipo de pessoa só entende quando se mete a mão no bolso deles ... processar uma questão civil contra a empresa é uma boa idéia. união de consumidor lesado também é outra saída. uma pena que essa empresa possa ter atrapalhado um belo e útil ambiente como o second life. lamento.

parabéns Jean, é isso aí. abs.