quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

"Escândalo das skins" leva americanos a se voltarem contra os brasileiros

Brasileiros acusados de roubarem peles para avatares estão sendo alvo de manifestações e protestos por parte dos criadores americanos, que culpam a Linden Lab de negligenciar a questão. Comunidade nacional protesta contra a ‘generalização’ e contra o banimento sumário de avatares.

Explodiu no Second Life uma onda de protestos e manifestações contra a prática do roubo de "peles" (skins) que vem sendo praticada há meses no metaverso. Os criadores destes conteúdos resolveram clamar à Linden Lab para que se responsabilize pelos prejuízos acarretados, com a apropriação de conteúdo autoral protegido, através das falhas presentes no navegador SL, que permitem o fato. E pior. Brasileiros estão sendo acusados pelos crimes, ao passo que os americanos estão adotando, com isso, atitudes restritivas ao nosso país e à nossa comunidade.

A coisa toda eclodiu na semana passada, quando uma famosa designer do Second Life, Emilia Redgrave, que estava para lançar uma nova linha de "peles" da sua grife neste sábado (2), através de sua assessoria emitiu uma nota informando à comunidade que estava cancelando este lançamento. O motivo? "Devido às atividades criminosas no Second Life e às ameaças de que suas skins poderiam ser roubadas momentos após seu lançamento, a Sra. Redgrave não viu outro meio senão cancelar o evento". Na nota, ela enumerou os avatares suspeitos de estarem roubando e revendendo a preços mínimos o seu trabalho. E conclui informando que não estava descartado o encerramento das suas atividades, em definitivo, caso a Linden não resolvesse a questão nas próximas semanas.

A notícia se espalhou como um incêndio e dezenas de avatares se deslocaram, tanto para as lojas da Redgrave como para as lojas dos acusados, entre eles as do avatar brasileiro Bonnie Arado, segundo a assessoria da designer, supostamente aquele que iniciou todo o problema. Uma multidão barulhenta, com seus "voice systems" ligados, se posicionou à frente da loja de Arado carregando placas com os dizeres "dê uma olhada nisso (palavrão...) !". Nas placas, uma comparação fotográfica, lado a lado, das skins feitas por Emilia Redgrave e as skins que estavam à venda na loja do avatar brasileiro. Os manifestantes também mostravam imagens de roupas de outros designers, muito conhecidos no Second Life, que também estavam sendo vendidos pela metade do preço.

Falha de segurança no navegador

O que mais preocupa os americanos neste momento é a omissão da Linden Lab diante do problema. Apesar da companhia já ter deletado a conta de Bonnie Arado, falhas de segurança do navegador SL permitem que, com algum grau de conhecimento, qualquer avatar tenha acesso a conteúdo supostamente "protegido" de outro avatar, se aproprie dele e consiga reutiliza-lo para fins comerciais. Já existem, portanto, incontáveis outros residentes que conhecem o método de roubo de ítens.

A reportagem do Mundo Linden foi procurada por um brasileiro, especialista nestas falhas e truques, que prefere ser chamando apenas pelo primeiro nome, "Chapado". Conhecido da comunidade, Chapado alega que teve seu avatar deletado, além de IP e hardware bloqueados pela Linden Lab. Ele assume sua responsabilidade nos atos que praticou. Contudo protesta sobre o fato de que apenas os brasileiros estão sendo responsabilizados pelas ações criminosas. Chapado resolveu, então, criar um blog (secondlifetruques.blogspot.com) onde ensina a qualquer um os truques que podem ser feitos ilegalmente no Second Life e as falhas presentes no navegador (e também nos servidores), que permitem estas ações. No blog, ele alerta que os tópicos tem fins puramente didáticos e que não se responsabiliza pelo uso das informações ali disponibilizadas.

Ainda segundo Chapado, o problema é antigo e que apenas a Redgrave se manifestou, inclusive devido à sua fama e reputação entre os lojistas do Second Life. Para ele, ações restritivas não vão corrigir o problema, e nem mesmo uma correção de segurança no navegador SL. O problema vem desde os servidores. Pelo conteúdo do blog de Chapado, observa-se que ele tem conhecimentos sólidos de liguagem e do motor de funcionamento do metaverso. Ele conclui que, para evitar roubo de conteúdos, todo Second Life deveria ser "refeito", como ele prova em seu blog.

EUA x Brasil

O Jira (fórum oficial de discussões da Linden Lab), possui um tópico antigo e já famoso, que aborda a questão do roubo de skins, o SVC-676, que iniciou em Setembro de 2007. É a primeira menção oficial de que se tem notícia, sobre o problema do roubo de skins no Second Life. O Jira, além de fórum de discussões, é um meio pelo qual o residente pode relatar problemas de toda ordem diretamente à Linden. Pelo artigo inicial, observa-se que o problema se arrasta desde o início de 2006, quando pouquíssimos brasileiros freqüentavam o Second Life, e muito pouco se sabia sobre suas falhas de segurança.

A discussão SVC-676, no Jira, ganhou força apenas no final de Dezembro, quando os primeiros nomes de avatares, flagrados vendendo material autoral alheio, passaram a ser listados publicamente. Entre eles, o nome do brasileiro Bonnie Arado, de quem não se sabe praticamente nada na RL. O nome destes avatares, na maioria brasileiros, na lista de acusados de roubo de conteúdo protegido, provocou uma grande onda de fúria contra a comunidade brasileira por parte dos americanos.

Até pouco tempo, a comunidade americana no Second Life (ainda a maior) via com restrição e desdém o crescimeto das atividades brasileiras no metaverso. Mas sabemos que, na vida real, os brasileiros não gozam de grande respeito, devido às diversas questões culturais e preconceitos que existem. De certa forma, isso acabou se refletindo no mundo virtual. Agora, existe uma "generalização" de pensamento no qual, para os gringos, os brasileiros são oportunistas, arruaceiros, desorganizados e - pior - ladrões. Somos acusados de "invadir" ilhas, causarmos transtornos em eventos, tomar conta de todos os camp lands existentes, utilizar armas griefer, dentre outras coisas ruins, como se nenhum outro avatar de qualquer outra nacionalidade fizesse isso. Hoje, os americanos implicam até mesmo com a nossa Língua Portuguesa. Em algumas lands, avatares brasileiros do bem já foram hostilizados por abrirem o "voice", conversarem em português ou, até mesmo, em inglês com sotaque brasileiro. Soubemos que até os avatares de Portugal estão sendo hostilizados, por estarem sendo confundidos com brasileiros.

Repercussão negativa no Brasil

Dezenas de lojistas brasileiros já estão sentido as consequências da onda anti-brasileira que se espalha pelo Second Life. Contratos foram cancelados, parcerias internacionais desfeitas, dentre outros prejuízos, pois os americanos (nossos maiores consumidores) estão perdendo a confiança nos produtos das marcas brasileiras. Eles estão deixando de acreditar que nós criamos "do zero" nossos produtos e já desconfiam até mesmo da nossa capacidade profissional.

No Orkut fervem discussões acaloradas entre os lojistas brasileiros e os acusados das falcatruas cometidas no Second Life. De volta ao Jira (SVC-676), observamos que alguns brasileiros se esforçam em conscientizar a comunidade americana que estão sendo alvos de acusações infundadas. Mas pelo teor das respostas, mudar o pensamento dos gringos não será nada fácil. A impressão que se tem é a de que os americanos estão tranformando os brasileiros em uma espécie de "bode expiatório" para seus problemas.

Fato é que não se nega que um brasileiro ajudou a causar tamanho estrago. Mas que também não foram apenas os brasileiros os causadores desta situação. Na lista presente no Jira, aparecem avatares de outras nacionalidades e, principalmente, americanos. Estamos involuntariamente assumido todo o ônus da questão porque um brasileiro é apontado como o maior responsável pelos prejuízos dos designers e criadores de conteúdo do Second Life. É preciso, imediatamente, que a sensatez impere que a razão prevaleça, diante dos fatos reais. Todos devemos assumir nossas responsabilidades, mas é altamente injusto colocar a culpa em toda uma comunidade, na sua imensa maioria formada por gente do bem, que trabalha e ganha honestamente no metaverso. Nós brasileiros devemos, então, reagir contra algo que está ficando fora do controle. Pois o problema não é mais apenas sobre o roubo de skins e conteúdos. E sim, preponderantemente, o preconceito que os americanos nutrem pelos brasileiros, há muitas décadas.

Publicidade:

21 comentários:

Chapado disse...

bela materia Marcelo.

Eu publiquei no meu blog uma post sobre o assunto onde coloco alguns pontos profundos disso tudo e que devem ser refletidos por todos. Veja em http://secondlifetruques.blogspot.com/

Anderson Toll disse...

Eu acredito que eu sou um dos poucos Brasileiros que tenha uma loja seria e que tenha criado meus proprios produtos sem copiar porra nenhuma de niguem, seja um concorrente nao seja um COPIADOR, como sempre os Brasileiros sao os espertinhos e sem criatividade que copiam so as coisas que os gringos fazem, isso é uma vergonha, ao inves de copiar estudem e façam melhor que eles, mostrem pra eles que somos melhores e mais criativos e nao precisamos de nada que eles criam. Se você tem uma loja seria no Second life e quer saber como botar ela pra frente, como crescer no SL, pode me procurar eu oriento vocês. Primeira coisa basica é necessario saber o minimo de ingles para interagir com seus clientes no SL, o mundo inteiro pode ser seu cliente, não so os Brasileiros dentro do SL, pense grande. Não seja um camelo virtual, seja um grande lojista e tenha muito sucesso. Use sua cabeça e sua inteligencia para coisas boas e novas. Dedique seu tempo a isso e você será recomepensado com o tempo.

Rafael disse...

O que acho engraçado é a pessoa achar que esta fazendo um bem enorme pra comunidade expondo e mostrando como explorar as falhas de modo irresposável como foi feito.

Você conhecer as falhas informar as pessoas que elas existem e incentivar as pessoas a buscar junto aos desenvolvedores do software uma solução é uma coisa, agora mostrar e incentivar a exploração de tal falha de forma ilícita é algo totalmente sem carater e antiético.

Usar esse tipo de argumento é o mesmo que você ficar sabendo que existe uma vunerabilidade na casa do seu vizinho ir la roubar ou incentivar outra pessoa a praticar o roubo com o argumento de que quer mostrar pro vizinho que a casa dele está vulnerável.

Façam-me o favor, mais maturidade, se a atitude dos americanos de taxar uma comunidade toda por causa de meia dúzia de pessoas sem moral e caráter, é algo enojante. Usar desses argumentos infantis e disseminar a pratica do delito de forma irresposável é pior ainda.

Anônimo disse...

Eu não concordo em nada com essa hipocrisia que tem no sl. Primeiro que é só um jogo! Segundo porque tem gente que acredita que pode ficar rico na rl com o sl ( impossível ). Terceiro que não pagam impostos, pois se a carga tributária cair em cima, só para montar uma empresa o faturamento dentro do sl não vai sustentar. Ou seja, um bando de gente que não consegue se dar bem na rl e que acha o sl a solução para os problemas.

Netuno Scofield disse...

Uma infelicidade para a comunidade brasileira do SL. Assino o que o Rafael disse e como o Anderson tbém sou um dos poucos com loja séria sem cópias que agora deve sofrer por esse tipo de atitude do Chapado e outros.

Bola pra frente e reportem quem estiver cometendo crimes deste tipo no SL.

QUE GRANDE BOSTA ESSES CARAS FORAM FAZER.

Chapado disse...

eu estou fazendo um bem maior para o SL expondo toda a farça que a LL escondeu dos designes do que se apenas usasse isso para ganho pessoal. Eu poderia ter ficado rico lá dentro, mas nao o fiz. Eu nao fiz nenhum dinheiro com coisas duplicadas, roubadas ou clonadas como muitos fizeram. No maximo eu dei itens em full perm para meus amigos. Eu apenas estou expondo o problema para que todos vejam que nao precisa ser um grande hacker para obter qualquer coisas dentro do game. Qualquer um, com ferramentas fornecidas pela propria LL, poderá roubar qualquer coisa dentro do game. A LL vende um produto que nao tem qualquer controle sobre propriedade intectual. E dai que voce é um designer serio? Como voce se sentiria se suas criaçoes fossem duplicadas por qualquer criança de 12 anos? Nao adianta dizer que é um designer serio e que nao copia nada, pois qualquer um pode copiar suas criações. Culpar meu blog sobre isso nao vai adiantar nada. Por que nao culpar a LL e forçar ela e resolver o problema da quebra de propriedade intelectual? Acusar um ou dois por usarem falhas de segurança é mais comodo do que ver realmente o tamanho do problema e culpar a LL por ter criado um produto inviavel quanto a protecao de propriedade intelectual. Pense nisso.

Alfredo disse...

É o exemplo que vem de cima... Enquanto um presidente da republica se jacta de nao ter estudado (e tempo e condições pra isso ele teve de sobra) e seus seguidores torram dinheiro com a cara de pau que nunca antes neste país se teve, o povão, principalmente os mais jovens, que estão formando seu carater agora, acreditam que o sucesso vem do "tirar vantgem" e não do esforço e continuidade do aprendizado.

Enfim, é a lição que estão recebendo. E a imagem do Brasil vai ficando cada vez pior...

Logo logo, ser honesto no Brasil virará palavrão.

Quanto ao conteúdo do amigo chapado, acho impertinente deixar postado e em público, pois só fará aumentar o número de pirateadores brasileiros. Já que é pra ser malandro, ao menos coloque o conteúdo APENAS em ingl/~es, pois assim fará aumentar o número de picaretas estadunidenses e ao menos contribui pra tirar a pecha que agora cai sobre nós.

Já até imagino o que os avatares brasileiros larápios devem estar explicando pra Linden:

- Não sabia de nada...
- Não é roubo, é cópia não autorizada...
- Antes de mim, já faziam isso...
- Todo mundo faz...

Alyne Dagger disse...

Eu acho que pior que sofrer preconceito de americano é sofrer preconceito de brasileiro. Já vi muito conterrâneo tratando quem é daqui mal, se fechando em panelinhas e evitando sims legais porque são brasileiros.
Quem rouba tem mais é que ser banido, mas tem americano, alemão e italiano roubando. Já fui abordada por avatar americano pelado mal educado no finado cais do porto, e nem por isso fui protestar e dizer que os avatares americanos são todos assim. cabe a nós mudar de atitude e não comprar coisa que parece ser roubada.

Chapado disse...

Nao, nao. Meu blog nao vai ser retirado do ar para preservar os lojistas serios do SL. Os lojistas serios deveriam é apoiar meu blog, pois estou mostrando que tudo pode ser duplicado no SL e que nao é seguro criar nada. Afinal, de que adianta voce ser um lojista serio se todas suas criacoes, cedo ou tarde, serao duplicadas por qualquer um?

Meu blog foi apenas um contra ataque. A LL preferiu expulsar e banir todos que usavam estas falhas do que vir a publico e confessar que o SL, do jeito que foi programado, nao tem qualquer controle sobre a propriedade intelectual. Meu blog é apenas um tapa na cara da LL, pois ela e os designers atiraram toda a responsabilidade pelas duplicacoes em nosso colo. Com meu blog, eu devolvi para o colo da LL, já que eu provei que o SL não tem condicoes de proteger nenhuma propriedade intelectual e qualquer um pode duplicar qualquer coisa no jogo usando ferramentas e scripts fornecidos pela propria LL. Porque ninguem culpa a LL e força ela a resolver a questao?! Isso é que eu ainda nao entendi.

Natasha disse...

Todo mundo pirateia! Essa é a verdade!
A pouco tempo atrás aconteceu o famoso Salão de Frankfurt, evento que estive presente, evento que aconteceu na Alemanha, terra da BMW entre outras grandes marcas. Próximo ao stand da BMW, estava uma marca chinesa de automóveis, com seus carros ali expostos. O que mais chamava a atenção era a tamanha semelhança de um sport utility da marca chinesa com a da BMW. O desing era igual, só a mecânica um pouco diferente. A BMW estava furiosa e acusando a montadora chinesa de copiar o Desing do carro, porém o carro dos chineses é 5 vezes mais barato que o da BMW, agora pergunto! É só brasileiro que copia? A algum tempo atrás ocorreu um grande escandálo na industria eletrônica, quando vazou segredo o processador Pentium da Intel, o que levou a construção de processadores equivalentes, tipo o AMD, a Intel entrou com ação na justiça e perdeu. Outra questão também é o Windows, para quem não sabe não foi a Microsoft que inventou o sistema operacional de computadores, mas simplesmente a Microsoft alterou pequenos detalhes no sistema e o vendeu como Windows. Ou seja, se o Bonnie Arado tivesse pego as skins da rac, é só modificado alguns detalhisinho irrisório, não teria dado toda essa confusão, o problema é que escancarou demais, e ninguém ia ficar fazendo esse alvorosso todo. Então quero dizer que vivemos num mundo aonde o plágio é cada vez mais real e presente, pois acima de tudo envolve dinheiro, e a moral que está sendo levada em consideração aqui é somente relacionada a prejuízos financeiros e o ego ferido. O grande problema do pessoal não somente no sl mas como no mundo é que eles não veem que as coisas andam rápidas demais, e que ainda tem aquela velha visão capitalista da propriedade. O que deveriam fazer é criar cada vez mais, se preocupar em produzir mais e inovar. Pois o que vejo é somente um bando gente que só produz coisas para ter o belo sabor de ficar contando seus ganhos financeiros.

E como já dizia Pablo Picasso:

"Bons artistas copiam, grandes artistas roubam"

Chapado disse...

e tá na cara, para qualquer um ver, que a SOUL usou as fontes da Naughty.

Mag disse...

Venho acompanhando o problema há algum tempo, não é novidade nenhuma que os produtos possam ser copiados, porém não concordo que se divulgue dessa maneira, Chapado. O problema existe não só no SL e isso não foi descoberta de nenhum brasileiro.

A questão é que muitos brasileiros estão se aproveitando disso para ganhar em cima do trabalho de outras pessoas, que já estão estabelecidas no SL há bem mais tempo que nós brazucas. Mesmo com furos no SL, o roubo não era tão frequente. Mas pq de alguns meses pra cá foi esse alvoroço todo? Não é uma questão de preconceito, são os fatos ocorridos que geraram essa revolta.

Tb faço meus próprios produtos, no início só vendia para estrangeiros, e já me arrependi de ter aberto loja em algumas ilhas brasileiras. Não copio ninguém e já fui copiada. Por brasileiros. E não sou famosa. Não vendo caro. Não tenho mega lojas. Não gasto fortunas em anúncios. Não vivo disso, mas é horrivel ver algo que vc criou sendo vendido por outros sem vc poder fazer nada, pq o infeliz cria outra conta e depois outra. Agora se coloque no lugar dos designers que viram seus produtos virando freebie ou sendo vendidos por pseudo-concorrentes. É revoltante.

Ao anônimo.. não concordo que SL é somente um jogo, pois tem potencial, é inovador e poderia ir muito além disso. Ao contrário do que vc disse, tem muita gente talentosa no SL e que poderia viver disso sim, como se vive de qualquer outra atividade, online ou não. Mas acho que não vai além do "joguinho" no Brasil, pq um lugar construído por usuários com objetivo de ganhar dinheiro fácil as custas dos "otários", boicotando, roubando, difamando e ainda achando tudo isso normal... não vai pra frente mesmo. Uma pena.

Anônimo disse...

Natasha, voce esta apenas relatando fatos não morais do mundo real para justificar o imoral dentro do SL? É isso?

Os casos levantados mostram apenas que existe esse tipo de concorrência predatória. Se o carro da BMW custa 5 x mais, é por que ali se gastou em desenvolvimento e tecnologia, em qualidade de materias, em tecnologia embarcada. O chinês apenas teve o trabalho de desmontar um modelo e copiar, com materiais de qualidade inferior e mão de obra semi-escrava, por isso pode vender a custo baixo.

Voce tocou justamente no ponto: para que vou me esforçar, gastar meu tempo, se outro pode vir e em minutos copiar e competir predatoriamente comigo?

Isso é a moral. Lógico que cabe a instâncias maiores o julgamento desses abusos. No caso da china, sofrer retaliações de mercado, no caso do SL, a Linden tomar alguma providência.

Quanto as palavras de Pìcasso, se é que são dele mesmo, são apenas isso, as palavras dele.

Chapado disse...

mag, culpe a LL, nao meu blog. Eu mostrei a farça que a LL fez em empurrar para todos designers um programa que nao tem qualquer controle sobre a propriedade intelectual. Mas claro, ela nunca virá a publico e confessará sobre suas falhas de programacao. Voce tem duas escolhas: 1-mantenha sua loja, crie coisas, mas saiba que todos seus produtos poderão estar nas maos de qualquer um e em full perm, 2-feche sua loja e pare de criar coisas

Nao é escondendo os furos de segurança que o problema será resolvido. É preciso sim escancarar e mostrar a todos a farça do SL.

Porque só assim eles vao ser forçados e a desenvolver produtos mais seguros.

Natasha disse...

Resposta ao anonimo!
O que quero dizer é que em qualquer meio profissional, seja ele artístico ou não, quem manda é o dinheiro! Como ele é obtido, se é moralmente aceito ou não é outra história! Mas com certeza fatos da vida real interferem no sl! Por trás do avatar existe um ser humano, e está comprovado que atrás de um pc as pessoas se sentem muito a vontade para colocar seus desejos em prática. Agora acredito que se outra empresa criar outro mundo virtual, isso também irá acontecer. Vocês julgam a moral da propriedade intelectual, tentando dizer que isso é somente coisa do sl, mas não é! Entenda a lógica do capitalismo, em primeiro lugar o lucro!! E por mais que a Liden consiga ou não resolver os problemas do sl,mesmo acabar com ele e recomeçar tudo de novo, alguém se empenhará muito mais para roubar do que para um artista realizar. A frase achei que era de Bill Gates, mas depois descobri que era de Picasso, mas entenda que as maiores fortunas até hoje foram feitas do roubo e da desgraça alheia, para o bem ou para o mal, alguém sempre lucra, se esses artistas lucraram um dia, agora quem está lucrando são os plágiadores. É assim na indústria, é assim na arte, e é assim até com o dinheiro, porque dinheiro falsificado é o que mais existe por aí. Entenda que o sl é um jogo extremamente capitalista e por conseqüência individualista. Apesar de ser um ambiente virtual, ele é criado por seres humanos, e tudo que se foi criado até hoje pelos seres humanos teve conseqëncias boas e as vezes desastrosas. Todo mundo acha que ser desing no sl é a fonte para se conseguir acumular capital. Mas estão errados, a moral é fazer o investimento certo e na hora certa, os mercados de skin agora vão despencar de valores, mas outros produtos virão, e com esses produtos pessoas empenhadas em copia-los, não adianta é o ciclo.Não só no Brasil mais em todo mundo.

mag disse...

Chapado, não estou culpando seu blog. Mas o problema não é do SL em si. Cópia de imagens, textos, de código, de musica, é coisa que ocorre desde sempre. Tá na internet, é "tecnologicamente" público. Porém, existe uma coisa chamada copyright. Copiar, distribuir ou vender algo de outro sem autorização é pirataria. Não adianta cobrar da linden uma coisa que ela sozinha não tem como mudar. E até que alguma forma de dificultar isso seja criada - pq por enquanto não existe nada efetivo para impedir - divulgar técnicas de pirataria só piora a situação.

Pra isso existem leis, normas.. eu sei que vc vai rir, pq no Brasil isso não funciona. Mesmo com registro no INPI qualquer um copia, é tudo oba-oba. Só param quando dói no bolso.

Eu sei, é só um joguinho né? Bom, tem aí uma empresa real (com cnpj, registro e tal), tentando se defender das acusações de pirataria dentro de um joguinho...

Ah, minhas lojas.. não vou fechar não. Elas tem sido um ótimo aprendizado pra mim, vou parar logo agora?

Natasha disse...

Concordo contigo Mag, acho que realmente o que está na internet realmente se torna tecnológicamente público, só que todo mundo deve ter um software P2P no pc, aonde pega: Música, Softwares, Imagem etc. Sem contar que a maiorias dos sistemas operacionais nos pc´s também são piratas. Se eu uso uma cópia pirata do photoshop para fazer uma roupa ou skin, também sou criminosa, afinal vou estar arrecadando ganhar dinheiro ( em se tratando de sl muito pouco), mas estou... É simples, será que todos esses lojistas no fundo tem toda essa moral para se queixar que suas roupas de 120L R$1,00 são legalmente produzidas e 100% legais?

Anônimo disse...

Natasha, vc está se referindo ao famoso capitalismo selvagem, coisa que tenta se combater com normas, fiscalização, agências de proteção, instâncias de reclamação, códigos, protestos, boicotes, etc.

Cabe as pessoas de bem atender a esse chamamento e não compartilhar com roubo.

Bem tocado o assunto de software pirata: Realmente uma minoria usa produtos originais.

Existe aqui no Brasil uma questão econômica local, que são os impostos, que encarecem demais os produtos. Veja quanto custa um automóvel completo, um modelo Civic , para um norte-americano: 28 mil Reais - aprox 15 mil dolares. Aqui no Brasil o mesmo modelo custa mais de 65 mil reais!!!

Mas isso tbm não seria desculpa para roubar, só estou mostrando uma aberração nossa.

Quanto a sua generalização, acho imprudente: Conheço muitos casos de pessoas e empresas de sucesso que não compactuam com delinquência. Outras tantas (pode até ser a maioria delas), se enquandram quando os sistemas de controle funcionam.

Enfim, o capitalismo em si não é mal, precisa apenas de vigilância, coisa que a LL não faz de maneira eficaz, e que no Brasil é uma piada. China então, nem se fale, é o próprio governo deles que estimula.

Cabe cada um de nós se doutrinar, para não mancharmos a reputação de um povo perante o mundo por causa de meia dúzia de delinquentes.

Conselho? Verifique exatamente o que está comprando, não compactue com roubo. Denuncie quando tiver certeza.

mag disse...

Exatamente, anonimo, agora vc resumiu bem. Independente de tecnologia, de impostos, de mercado, enfim, o que importa é não compactuar com o roubo.

Natasha disse...

Olha, sinceramente? Todo mundo aqui se esquivou do lance do software pirata! Não adianta quererem dizer que não usam software pirata! Usam sim! Um software original é super caro! Um photoshop original sai por R$ 1.500,00 (o preço de uma ilha no sl). E outra, quem aqui nunca baixou música na internet? Isso que vocês estão fazendo é moralismo!E o capitalismo é selvagem por natureza, e só tenta domestica-lo quem tem interesses econômicos sobre ele! É muito mais fácil pararem para pensarem no moralismo que estão querendo empregar, sobre um jogo feito a toque de caixa ( bem coisa capitalista). E o pior é que toda essa discução por um jogo que está sériamente ameaçado visto que já tem outros grupos empresariais interessados em lançar concorrentes do SL.

mag disse...

Claro que tem muita gente que usa software pirata, que baixa músicas entre outras coisas. Se está na internet não dá pra controlar mesmo, acaba se espalhando. O problema é o uso que se faz disso. Quando uma empresa usa software pirata e é pega, ela paga multas ou tem que patrocinar anuncios contra a pirataria. Repare, sempre aparece um ou outro nos jornais. Se vc como usuario tem um programa pirata, dificilmente vai acontecer alguma coisa com vc, pois o custo/beneficio de ir atras dos piratas caseiros nao compensa. A não ser que vc comece a dar muuuuito preju para os fabricantes.

E já que vc falou em custos, o caso do "jogo" é peixe pequeno no contexto, mas é algo a se pensar:

Se um lojista gasta quase 1000 dólares por semana em anuncios na busca do SL, quanto a loja dele fatura? Será que está apenas investindo na divulgação? Ou será que tem lucro?

Veja os maiores anunciantes do SL e faça a conta: Valor do anuncio semanal X 4 + valor da tier mensal da ilha = custo minimo mensal de uma loja com alta visibilidade: em média 4mil dolares por mes. Fora o custo inicial da compra da ilha (1700 dolares) e a confecção dos produtos. E aí está o ponto, os PRODUTOS. Sem produto bom a loja não sobrevive por muito tempo. Então investe-se na criação de bons produtos, o que tem um custo e consome tempo (e tempo de bons designers em alguns países custa bem mais do que muito software ou ilha de SL).

E se esses produtos são roubados e caem na mão de um concorrente que os coloca a venda pelo mesmo preço ou até mais caro?

Bom natasha, acho que não se trata apenas de moralismo ;)

Tb acredito que logo vao ter concorrentes do SL e, sinceramente, espero que isso aconteça logo.